Uma nova vida – ser mãe

Depois de vários meses longe do blog, bateu uma saudade esses dias. Desde que engravidei, foi ficando difícil escrever aqui. Não por falta de tempo – estava em um emprego com horários bem flexíveis – mas por falta de vontade mesmo. Culpe os hormônios ou seja lá o que, minha vontade de cozinhar coisas diferentes foi acabando junto com os meses da gravidez. Ainda mais depois de ficar com uma barriga meio grande que molhava toda vez que chegava perto da pia. Ah! Bota no bolo ai que eu tava no processo de mudança de apartamento.

O que foi o samba de crioulo doido é que o mocinho não quis mais ficar dentro da minha barriga e resolveu sair com 37 semanas. Estávamos contando que ele fosse aparecer lá pelo dia 18/04 e acabou que ele nasceu dia 2. Não posso reclamar de nada, afinal eu tive um trabalho de parto indolor. Parece mentira: o processo todo demorou só 4 horas depois que minha bolsa rompeu e as minhas contrações eram mais parecidas com leves dores de barriga. Até cochilei na bloco cirúrgico esperando dilatar. Só me deram anestesia porque o médico disse que era para garantir, porque tinha muito tempo que ele não via uma grávida sem dor. E por fim nasceu o Josué, de parto normal mais tranquilo que eu podia imaginar.  Lindo, cabeludo e saudável.

Depois das 3 primeiras semanas bem tranquilas (um recém nascido praticamente só mama e dorme) eu e o maridão estamos passando aperto. Ele resolveu mostrar as gengivas e começou a dar ataques de choro que parecem intermináveis antes de dormir. Coisas de bebe, mas que enlouquece uma mãe que não dorme uma noite inteira faz apenas uns …. 30 dias. Mas apesar disso, estou curtinho bem os dedinhos, a mãozinha, os barulinhos de neném… Toda essa bobice que a gente jura que não vai ter depois que ele nascer.

Mas o melhor disso tudo, eu garanto a vocês, é poder amamentar. Eu acho fascinante o mocinho engordar e crescer todos os dias por causa exclusivamente do leite do peito, que vem de mim. Graças a Deus ele mamou bem desde a primeira vez. Não consigo imaginar motivo que algumas mulheres escolhem não amamentar. É o melhor presente de ser mãe.

Enfim, eu já separei algumas receitas pra postar e nos próximos dias vou contando as novidades.

 

Voltei, baby!

Anúncios

Comments

  1. Renata says:

    Ter bebê é uma delícia mesmo… tô vivendo tudo isso de novo com meu segundo filho que já tem 3 meses.
    A gente descobre o mundo todos os dias com os filhos… e tambem sou apaixonada pelos barulhinhos do bebê!

  2. Marta Marina Sbrocco says:

    Parabéns minha querida!!!
    Que maravilha hein…parto sem dor!!!!
    Curta bastante o Josué, pois ele vai crescer rápido, rápido… qdo você piscar, já tá com 1 ano.
    abç Marta

  3. Que bom que voltou Manú!! Nossos estômagos ficaram com saudades!! Bem vindo ao mundo das mães! Logo logo teremos receitas de biscoitos para dentição!! hehe

  4. Oi Manoela!
    Durante minha gravidez fiquei na mesma com relação ao blog, mas estou ensaiando uma volta (triunfal?).
    Parabéns pelo baby! É uma alegria infinita, né? Que cresce a cada dia, impressionante…
    Meu Rafa está com 3 meses e meio e também sofri muito com crises de choro dele (e minhas, confesso). Mas te dou uma noticia, que na minha época era tudo que eu queria ouvir e acreditar: PASSA milagrosamente com 3 meses! E o melhor: a gente esquece todo o perrengue!!!
    Beijos, boa sorte e felicidades para a familia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: