Feijão tropeiro mineiro

tropeiro

Não tem um restaurante aqui em Minas, seja do boteco ao mais caro do quarteirão, que não tenha o tal do feijão tropeiro. Juro que não lembro um self-service que não tinha esse feijãozinho tão amado pelos mineiros. A receita é antiga: no começo do século XVIII os “tropeiros”  eram os homens que atravessavam o estado de Minas, vindo de São Paulo em lombo de cavalos trazendo mantimentos para a região. A comida, então, precisava ser prática e gostosa, facilitando a vida dos viajantes. Por isso, eles simplesmente misturavam tudo que tinham (feijão em lata, carne seca, bacon, mandioca, couve, etc) e assim criaram o famoso feijão tropeiro.

A minha receita é beeeem mais light do que vocês vão encontrar por ai. Se você quiser um tropeiro daqueles que o colesterol aumente de 150 para 500 em duas garfadas, indico o Tropeiro do Zezé, que tem o melhor rodízio de ovo do mundo 😉

Ingredientes (para 5 pessoas):

300g de feijão carioquinha cozido ao ponto

1 cebola grande picadinha

2 pimentas dedo-de-moça

1 colher (sobremesa) de tempero caseiro de alho

Carne de porco a gosto (linguiças variadas, carne seca, bacon, torresmo, etc)

5 folhas pequenas de couve manteiga

1 copo (requeijão) de farinha de mandioca torrada

5 ovos

Sal a gosto

Para cozinhar o feijão é importante que você fique atenta para o ponto. Não pode cozinhar muito porque ele desmancha e nem pouco, porque pode ficar duro. O meu ficou 20 minutos na pressão e deu o ponto certinho. Depois de cozido coloque o que você vai usar na receita em uma peneira e jogue água fria por cima para parar de cozinhar. O resto eu congelei.

Em uma panela, refogue a cebola e o alho com a carne de porco que você escolher. Eu fiz só com linguiça calabresa e paio (não sou muito fã de carne seca e o bacon tinha acabado). *Eu dei uma cozida com água para tirar a gordura antes.* Depois de refogar tudo, acrescentei a couve bem picadinha e fui misturando, até ela ficar bem refogada também. Com o fogo baixo acrescente o feijão aos poucos e misture delicadamente. Acrescente a farinha de mandioca aos poucos e misture só o suficiente, para não ficar muito feio. *Enquanto isso, frite os ovos batidos separadamente em uma frigideira. Não misture muito para os pedaços ficarem maiores.* Acrescente os ovos e misture novamente. Prontinho! A dica é deixar tudo pronto e picado e fazer tudo na hora, para ele ficar quentinho e fresquinho.

Eu prefiro colocar o torresmo por cima porque se misturar ele fica molenga.

Anúncios

Comments

  1. Manoela minha querida, que delicia.Como boa filha de mineiros adoro.Arrasou.Receita anotada.Beijos querida, te desejo um Natal repleto de bençãos, paz e alegrias junto a familia.

  2. Filipe Pena says:

    Nossa sou fã demais de tropeiro e nunca tinha visto receita tão fácil, vou coloca-la em prática na quinta-feira. #adorotropeiro

  3. Vou arriscar fazer essa receita apesar de se piauiense esse prato me deu agua na boca e vou arriscar fazer esse prato hoje domingo meio dia vamos ver se da certo ainda hoje coloco o resultado ai que delicia

  4. Oiiiii
    achei seu site por um acaso procurando uma receita no google… somos xarás e eu tbm sou de BH!
    E vamos combinar? O Zezé tem realmente o melhor rodizio de ovo
    😉

    Bjs

  5. Vou fazer domingo acompanhado de macarronada de macarrão cabelo de anjo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: